Trabalho premiado com menção honrosa no Concurso Estande Seul, para o projeto do pavilhão de divulgação do UIA 2020 Rio. O evento, um dos principais congressos de arquitetura do mundo, é realizado a cada três anos e será sediado na cidade do Rio de Janeiro em sua próxima edição.

O projeto buscou estabelecer uma conexão direta do evento em Seul, onde o pavilhão seria construído, com a realidade imediata do Rio de Janeiro. Através de um aplicativo alimentado pelas imagens mais recentes postadas no Instagram, propôs-se criar um ambiente imersivo de olhares conectados, produzidos por múltiplos pontos de vista, pessoas comuns, vivência particulares e interações genuínas com os espaços da cidade do Rio de Janeiro.

 

oed-uia-1

 

oed-uia-2

 

oed-uia-3

 

oed-uia-4

 

oed-uia-5

 

oed-uia-6b

 

oed-uia-7

 

Abaixo, o texto completo do conceito do projeto:

O tema Todos os mundos. Um só mundo. Arquitetura 21, carrega consigo uma importante reflexão do atual estágio da globalização no qual, apesar das diferenças e contrastes, estamos todos conectados.

O partido escolhido busca conciliar o local, Rio de Janeiro, com a possibilidade de pontes de comunicação e interação que extrapolem as suas fronteiras. O passado e presente também encontram-se representados no projeto, suscitando o diálogo entre a memória histórica e a memória recente, o duradouro e o efêmero, em uma experiência espacial imersiva.

O projeto é de simples execução e pode ser dividido em duas partes:

1. Quatro paredes externas formadas por chapas em aço recortadas à laser, alusão aos icônicos cobogós brasileiros, criação nordestina que se proliferou na arquitetura brasileira com grande ênfase no modernismo carioca. Elas delimitam o espaço criando aberturas que direcionam o fluxo de pessoas no estande.

2. Quatro planos de acrílico duplo com película de opacidade formam um aquário interno. Quatro projetores instalados no teto reflexivo projetam imagens nas paredes, que podem ser controladas pelo público do evento. O piso, bancada e banco em mdf são revestidos em fórmica que simulam o ladrilho hidráulico, tão presente na arquitetura modernista do país.

Externamente, os cobogós trazem a tradição sólida da cidade, ao mesmo tempo que estimulam a permeabilidade do estande e possibilitam o diálogo com o aquário interno, este, mutante e efêmero, oferecendo uma experiência contemporânea e interativa.

Acreditando que a identidade cultural, social, visual e, por fim, arquitetônica são frutos de uma complexa e constante construção da qual todos fazemos parte, propõe-se, com as projeções do estande, criar um espaço de imersão que fuja de uma representação idealizada, criada a partir de um único ponto de vista, para uma criação coletiva.

No projeto, as imagens projetadas no acrílico são controladas por um aplicativo através de tela interativa, no interior do estande. Os visitantes da feira podem controlar as imagens escolhendo um dos cenários disponíveis: importantes pontos turísticos do Rio de Janeiro – a serem selecionados com a comissão organizadora – tais como #lagoarodrigodefreitas #copacabana #MACniteroi #parquedaTijuca, etc;

Ao escolher um cenário as imagens modificam-se, apresentando uma vista panorâmica do lugar em questão. Se, por exemplo, o cenário #copacabana for escolhido, o aplicativo busca as últimas fotografias com esta mesma hashtag do Instagram e as sobrepõe sobre a vista panorâmica, criando um mosaico animado, tratando de restringir qualquer conteúdo impróprio.

Busca-se estabelecer uma conexão direta do evento em Seul com a realidade imediata do Rio de Janeiro, uma vez que o aplicativo atualizará periodicamente suas imagens com o que estiver sendo postado no Instagram, em tempo real. A cada momento o estande será outro, a cada instante a imersão trará novos olhares. Um universo de olhares conectados, produzido por múltiplos pontos de vista, pessoas comuns, vivência particulares e interações genuínas com os espaços da cidade do Rio de Janeiro.

Propõe-se ainda um cenário padrão de stand by com a hashtag #UIA2020RIO incentivando o público a postar fotos da sua presença no evento. Dessa maneira os participantes poderão se ver projetado nas paredes do estande em tempo real, ao mesmo tempo que começa a marcar a campanha para o evento no Brasil.

Além de trazer um olhar arejado e democrático da cidade, o diálogo com as novas tecnologias e mídias mostra ao mundo um Brasil moderno e arrojado.